Campanhas

Dia Nacional da Luta contra a obesidade

A Clínica dos Plátanos  pretende  promover a prática de exercício físico, de forma a prevenir o aumento da obesidade, em especial a infantil e juvenil e incentivar a adoção de hábitos alimentares saudáveis.

Considerada pela Organização Mundial de Saúde, como a “epidemia do século XXI”, a obesidade é uma doença crónica de armazenamento excessivo de gordura corporal. Encarada como um dos maiores problemas de saúde pública mundiais, a obesidade é considerada como a segunda causa de morte passível de prevenção, logo a seguir ao tabagismo.

Em Portugal, a obesidade foi reconhecida oficialmente como doença crónica a 25 de Março de 2004.

Obesidade em Portugal

Mais de metade da população portuguesa tem excesso de peso e destes 14,2% são casos de obesidade.

  • 14% dos adultos tem obesidade
  • 1,4% dos adultos tem obesidade mórbida
  • 31% das crianças e adolescentes portugueses têm excesso de peso

Doenças Associadas à Obesidade

O perfil genético, o ambiente socioeconómico e cultural, a educação, a família e as características individuais e psicológicas contribuem em grande escala para o desenvolvimento da obesidade. As mudanças socioeconómicas das últimas décadas, a diminuição da atividade física e o consumo exagerado de alimentos e bebidas contribuíram para o aumento de obesidade. A obesidade está associada ao desenvolvimento de outras doenças como:

  • Doenças cardiovasculares (hipertensão arterial, arteriosclerose, insuficiência cardíaca congestiva, angina de peito)
  • Diabetes tipo II
  • Dislipidémias
  • Complicações no sistema respiratório (dispneia, síndrome de insuficiência respiratória do obeso, apneia de sono)
  • Doenças osteo-articulares
  • Infertilidade
  • Incontinência urinária
  • Cancro da próstata
Consulta a sua Nutricionista na Clínica dos Plátanos

Dia Mundial da Hipertensão

Para assinalar a data são realizados rastreios gratuitos à pressão arterial por várias instituições de saúde, de forma a alertar e prevenir a população para as consequências da hipertensão no organismo, com especial destaque para o AVC (Acidente Vascular Cerebral). O objetivo deste dia internacional da hipertensão é combater o flagelo da hipertensão.

Hipertensão em Portugal

Cerca de 40% da população portuguesa é hipertensa. A hipertensão é uma doença crónica, que pode ser reversível, desde que se adotem hábitos de vida saudáveis. A tensão arterial elevada afeta cada vez mais a população jovem.

A hipertensão arterial aumenta o risco de ataques cardíacos, derrames cardiovasculares e insuficiência renal. Pode ainda originar cegueira, irregularidades do ritmo cardíaco e insuficiência cardíaca. O risco de desenvolver estas complicações é maior na presença de outros fatores de risco cardiovasculares, como a diabetes.

Reduzir a Pressão Arterial Elevada

A pressão arterial elevada pode ser prevenida e tratada, cumprindo alguns rituais saudáveis:

  • Reduzir a ingestão de sal;
  • Fazer uma dieta equilibrada;
  • Evitar a ingestão de álcool e o consumo de tabaco;
  • Praticar exercício físico de forma regular.
Consulta a Clínica dos Plátanos

Dia Europeu do Melanoma

O Dia Europeu do Melanoma celebra-se a 12 de maio. Este dia visa alertar a população para os perigos da exposição solar excessiva e os malefícios que pode originar na pele.

O melanoma é o tipo de cancro da pele mais grave. Todos os anos, surgem mais de 10 mil novos casos de melanoma em Portugal.

Faça com regularidade um auto exame cutâneo para identificar possíveis problemas. Verifique o tamanho, forma, bordo, cor e aplique a regra ABCDE:

  • A: Assimetria (a forma do sinal é irregular, não redonda)
  • B: Bordo (o contorno do sinal é irregular, mal delimitado)
  • C: Cor (o sinal não apresenta uma cor uniforme, tem várias cores)
  • D: Diâmetro (o diâmetro do sinal é superior a 5 mm)
  • E: Espessamento recente

Se verificar que um sinal se altera em pouco tempo, deve recorrer a um médico dermatologista para observação.

Na Clínica dos Plátanos

Cuidados a ter

  • Aplicar protector solar de índice elevado
  • Evitar a exposição solar no período entre as 11h e as 16 horas
  • Usar óculos e chapéus
  • Não fazer solário

Dia Mundial da Asma

A asma é uma doença crónica muito comum e que afecta a passagem de ar de e para os pulmões, causando inflamação das vias respiratórias e dificuldade em respirar.

Afecta mais as crianças que os adultos.

Sintomas mais comuns

  • Falta de ar e cansaço
  • Pieira e tosse
  • Dores ou pressão no peito

Os sintomas podem ocorrer várias vezes ao dia ou semana e podem agravar-se durante a prática de exercício físico ou durante a noite. A prevenção precoce favorece o tratamento da asma.

Consulte um Alergologista

Na Clínica dos Plátanos

Dia 11 de Abril Dia Mundial dos Doentes de Parkinson

O que é?

Doença de Parkinson é uma doença degenerativa do sistema nervoso central, lentamente progressiva, idiopática (sem causa conhecida), raramente acontecendo antes dos 50 anos, comprometendo ambos os sexos igualmente, se caracterizando por:

Rigidez muscular
Tremor de repouso
Hipocinesia (diminuição da mobilidade)
Instabilidade postural.

Como se desenvolve?

A anomalia principal consiste numa perda de neurônios de uma área específica do cérebro que produzirá a diminuição de uma substância chamada dopamina, alterando os movimentos chamados extrapiramidais (não voluntários).

O que se sente?

Esta doença é insidiosa, podendo começar às vezes com um tremor, outras vezes com falta de mímica facial, diminuição do piscar, olhar fixo, movimentos lentos (bradicinesia).

A voz poderá ser monótona, escorrendo com facilidade saliva pelos cantos da boca. A pele, principalmente a facial, é lustrosa, “graxenta” e seborréica.

A marcha fica cada vez mais difícil, com passos pequenos, arrastando os pés, com os braços encolhidos, tronco inclinado e, em casos avançados a pessoa aumenta a velocidade da marcha para não cair (festinação). Outras vezes, pode ficar parado (congelado) com enorme dificuldade para se colocar em movimento.

Os tremores, que são involuntários, em uma ou em várias partes do corpo, se caracterizam pelos três “R” – Regular, Rítmico e de Repouso. Também se caracterizam por diminuir com os movimentos voluntários, se manifestando sobretudo nas mãos.

Como existe uma hipocinesia, que se caracteriza por um défice dos movimentos automáticos, o paciente fica como que parado, estático, com os movimentos voluntários lentos, diminuindo a capacidade inclusive de escrever, ficando a letra pequena (micrografia) e a linguagem monótona e às vezes ininteligível.

Faça a prevenção

Consulte o seu Neurologista… na Clínica dos Plátanos

Dia Mundial do Glaucoma

Causas

Por razões que a medicina ainda não compreende totalmente, o aumento da pressão dentro do olho (pressão intraocular) é geralmente, mas nem sempre, associada à lesão do nervo óptico, que caracteriza o glaucoma. Esta pressão acontece devido ao aumento de um líquido chamado de humor aquoso, que é produzido na parte anterior do olho ou por uma deficiência de sua drenagem através de seu canal.

Quando há um bloqueio desse fluido do olho, este provoca o aumento da pressão ocular. Na maioria dos casos de glaucoma, essa pressão está elevada e provoca danos no nervo óptico.

A doença também pode acometer crianças, embora elas não manifestem nenhum tipo de sintoma. Crianças podem vir a apresentar glaucoma congênito de evolução tardia que acontece nos primeiros anos de vida ou glaucoma juvenil que surge geralmente aos quatro ou cinco anos de idade. Mesmo não havendo sintomas, as crianças podem sofrer danos no nervo ótico também.

Fatores de risco

Os médicos alertam para alguns fatores que podem contribuir para o desenvolvimento de glaucoma que pode levar a cegueira, se não tratados.

  • Pressão intraocular elevada
  • Idade acima dos 60 anos ou acima dos 40 anos, para o caso de glaucoma agudo
  • Afro americanos são mais propensos a desenvolver glaucoma do que pessoas caucasianas, principalmente os acima dos 40 anos de idade
  • Histórico familiar de glaucoma pode elevar as chances de um indivíduo desenvolver a doença também
  • Diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo também podem levar à doença
  • Doenças no olho, como alguns tumores, descolamento de retina e inflamações, aumentam o risco de glaucoma
  • Fazer uso por muito tempo de medicamentos à base de corticosteroides.

Sintomas de Glaucoma

Os sintomas de glaucoma costumam variar de acordo com o tipo da doença.

Glaucoma de ângulo aberto

  • Muitas pessoas NÃO apresentam sintomas até o início da perda da visão
  • Perda gradual da visão periférica lateral, também denominada visão tubular.

Glaucoma de ângulo fechado

  • Os sintomas podem ser intermitentes no início ou piorarem prontamente
  • Dor grave e súbita em um olho
  • Visão diminuída ou embaçada
  • Náusea e vômito
  • Olhos vermelhos
  • Olhos de aparência inchada.

Glaucoma congênito

  • Os sintomas costumam ser notados quando a criança tem alguns meses de vida
  • Nebulosidade na parte frontal do olho
  • Aumento de um olho ou de ambos os olhos
  • Olho vermelho
  • Sensibilidade à luz
  • Lacrimação.
Faça a prevenção
Visite o seu oftalmologista com regularidade

Campanha 14 de Novembro Dia Mundial da Diabetes

A diabetes é uma doença caracterizada pela incapacidade do organismo produzir insulina, ou de utilizá-la adequadamente, e pela presença de concentrações elevadas de glicose no sangue, uma vez que a insulina é a “chave” que abre a “porta” por onde a glicose entra nas células. Se houver falta de insulina, a glicose permanece no sangue em vez de fornecer energia às células.

Existem dois tipos principais de diabetes:

Diabetes tipo 1 – que é causada pela destruição das células do pâncreas que produzem a insulina. Manifesta-se habitualmente antes dos 30 anos de idade mas pode ocorrer em qualquer idade.

Diabetes tipo 2 – é muito mais frequente e representa cerca de 90-95% de todos os casos de diabetes a nível mundial. Esta forma de diabetes ocorre quase inteiramente em adultos e resulta da incapacidade do organismo em responder à acção da insulina.

Doenças e complicações relacionadas com a diabetes:

A diabetes tipo 2 pode conduzir a diversas complicações que podem resultar em incapacidade permanente ou morte, entre as quais:

    • Doenças cardiovasculares;
    • Lesões renais;
    • Lesões neurológicas;
    • Doenças oculares e cegueira;
    • Doenças digestivas;
    • Síndrome do pé diabético, que pode obrigar à amputação.

Marque o seu Teste Grátis de Glicémia na semana de 10 a 15 de Novembro na nossa Clínica.